Portal da Refrigeração
Google
Feeds do Portal da Refrigeração Portal da Refrigeração também  está no Twitter Veja os vídeos do Portal da Refrigeração sobre ar-condicionado e refrigeração no YouTube

Filtros para ar-condicionado


Embora um equipamento de ar-condicionado possa funcionar sem um filtro, na prática raramente vemos isso acontecer porque eles cumprem importante função na manutenção da qualidade do ar interior.

Existem diferentes tipos de filtros, que variam quanto ao seu grau de eficiência, ou seja, a capacidade de remover partículas menores: em uma instalação que possui ventilação industrial pode ser apenas necessária a remoção de partículas de poeira grossa enquanto numa indústria farmacêutica os filtros precisam ter um grau muito elevado de eficiência, para remover partículas diminutas.

A remoção de partículas torna-se mais difícil à medida que diminui o tamanho destas. A maior parte dos filtros usados é para captação de partículas microscópicas, sejam elas sólidas ou líquidas, consistem de fibras de vários materiais, dispostos desordenadamente, de forma que a maior parte dos espaços entre elas seja menor do que o diâmetro da partícula a ser filtrada.

A ação filtrante depende do contato e posterior aderência das partículas às fibras que formam a superfície de captação. Vários são os mecanismos de filtragem que podem causar o contato das partículas sobre as fibras. Entre eles podemos citar:

  • interceptação direta;
  • deposição
  • efeito inercial;
  • difusão
  • efeito eletro estático

Os filtros utilizados em ares-condicionados são usados para obter um determinado grau de limpeza, obedecendo a determinadas exigências estabelecidas em especificações e normas (ABNT 6401), podendo ser divididos em três categorias.

A mais usual delas é a de filtros com meio filtrante fixo, do qual vamos nos estender abaixo. As outras duas categorias de filtros, pouco encontradas, são as de filtro com renovação automática do meio filtrante (fabricados por projetos) e filtros eletro estáticos.

Filtros com meio filtrante fixo

Nesta categoria temos três tipos de filtro: os com meio filtrante viscoso, seco e os filtros Hepa.

Filtro com meio filtrante viscoso

Os filtros com meio filtrante viscoso são planos de pouca profundidade, nos quais a velocidade da corrente de ar é aproximadamente igual à velocidade através do meio filtrante.

O elemento filtrante é formado por fibras relativamente grossas, dispostas em camadas de grande porosidade e, no caso de serem camadas finas, de grande capacidade de retenção.

Se chamam viscosos porque o meio filtrante é impregnado com glicerina ou óleo, selecionado de acordo com as especificações do fabricante.

Embora não no ramo de ar-condicionado, um exemplo de aplicação sãos os filtros de ar de motos, umedecidos por óleo.

Filtro com meio filtrante seco

Os filtros com meio filtrante seco utilizam materiais de várias espessuras e tipos, incluindo metálicos, tecidos ou mantas. O meio filtrante é suportado por um quadro ou estrutura metálica.

Os filtros do tipo seco são fabricados cobrindo uma ampla gama de faixas de eficiência, partindo dos filtros Ulpa (faixa de 99,997 a 99,9999), Hepa (faixa de 99,97 a 99,99) e outro é entre 95 e 45% de eficiência.

Os filtros Hepa são os filtros mais eficientes dentro da categoria dos meios filtrantes plissados ou com espanadores de alumínio, com eficiência mínima de 99,97%, para partículas de 0,3 mícron.

Filtro Hepa

Foram originalmente desenvolvidos para uso em processos de filtragem química, biológica e radiológica para uso pelas forças armadas dos Estados Unidos. Desde meados da década de 50 têm sido adotados em grande escala em aplicações que necessitam de ar isento de partículas.

Classes de filtros de ar-condicionado

Os filtros para ar-condicionado costumam ser divididos em três classes conforme o material empregado no meio filtrante - essa classificação é original da ASHRAE, citada apenas porque é empregada:

  • Classe A: filtros contra poeira grossa, porém de baixa eficiência para partículas inferiores a 5 mícrons. São feitos de arames metálicos, fibra de vidro, fibras sintéticas, etc.;
  • Classe B: usados para filtragem de partículas acima de 1 mícron - devem possuir eficiência considerável na faixa submicrômica, especialmente quando carregados. Esse é o tipo de filtro utilizados nos ares condicionados tipo janela e split;
  • Casse C: filtros que permitem menos de 10% de penetração em testes padronizados. Os filtros dessa categoria, que apresentam penetração inferior a 0,002% são às vezes denominados "absolutos". Usualmente são protegidos por um pré-filtro da classe B, qua capta a poeira mais grossa.

No Brasil, a classificação dos filtros deve ser conforme a norma ABNT 6401

Classe de Filtro Eficiência %
Grossos G0 30 - 59
G1 60 - 74
G2 75 - 84
G3 85 e acima
Finos F1 40 - 69
F2 70 - 89
F3 Acima de 90
Absolutos A1 85  - 94,9
A2 95 – 99,96
A3 99,97 e acima
Share |
comments powered by Disqus
Consulte aqui seu_nome@email.refrigeracao.net
Google

Portal da Refrigeração e ar-condicionado - Política de Privacidade - diHITT - Notícias

Sites Parceiros:
Eletrodomésticos Fórum - site parceiro 
				do Portal da Refrigeração